Ventre de Lona - Instituto Pombas Urbanas
Ventre de Lona - Instituto Pombas Urbanas

Ventre de Lona

(Espetáculo Adulto – 1998)

Apresentado até 2001.

O espetáculo começa com sons e movimentos que representam movimentos primitivos do homem. Seres que habitam um teatro abandonado aparecem e formam um coro de energias juntamente com Fedegoso, um espírito humano, vão criar Fu, um menino que é abandonado na porta daquele teatro.

Serzinho, o mais velho destes seres adota Fu, ensinando-lhe todo o universo das artes cênicas e circenses. Fedegoso que em vida não conseguiu ser ator assume para Fu o contato mais próximo da realidade, e trazendo-lhe comida e suprindo-lhe as necessidades de sobrevivência.

Fu se sente só. Sente falta dos seres humano. Essa sensação de estar incompleto se afasta com a chegada de mi, uma menina de rua grávida que invade o teatro abandonado a procura de uma casa. A presença de Mi remete Fu ao útero da mãe, única referência que tem de sua condição de ser humano. Nasce nele o desejo de resgatar suas raízes, procurar seu pai e sua mãe. Chama os seres imaginários e avisa a todos que vai sair. O coro chora na despedida, mas lhe entrega “munição” para enfrentar a vida fora do teatro. Ele ganha um pandeiro, as botas de Chaplin, um nariz de palhaço e um caminho mágico.

Nas ruas depara-se com a difícil realidade daqueles que fazem das “tripas coração” para sobreviver, que passam fome e não tem onde morar. Mesmo assim, Fu continua carregando o mundo imaginário que o criou e o educou. Ele é um artista, a poesia da vida lhe é inerente.

FICHA TÉCNICA

Direção/Texto: Lino Rojas
Assistente de Direção: Jacinto Camarotto
Iluminação: André Boll
Cenário e Figurino: Márcio Tadeu
Trilha Sonora: José Solon e Lino Rojas
Direção Musical: Carlos d’Angelo e Mauricio Paraventi
Preparação vocal: Cecilia Valentim
Produção Executiva: Companhia Pombas Urbanas

ELENCO

Adriano Mauriz
Juliana Flory
Katia Alexandre
Marcelo Palmares
Paulo Carvalho
Marilia Gabriela

DURAÇÃO:
90 minutos.